A escolha do curso na Alemanha

Realizar um semestre fora não era o meu plano inicial. Eu queria era fazer um estágio em outro país. Até cheguei a pesquisar algumas bibliotecas e ver se aceitavam estagiários estrangeiros. Porém, leis trabalhistas não são a coisa mais simples em lugar algum. Assim fui mudando aos poucos meus planos.

Como trabalho em uma organização alemã e o idioma faz parte do meu cotidiano (apesar de eu ainda precisar comer muito arroz com feijão para falar direito), comecei a procurar universidades na Alemanha. Além de um importante detalhe: na Alemanha, mais de 90% das universidades são públicas, o que facilitaria – e muito – o planejamento financeiro desta aventura.

Comecei a procurar no buscador do DAAD: https://www.daad.de/deutschland/studienangebote/studiengang/de.

Os resultados traziam pouco mais de meia dúzia de cursos. O passo seguinte foi entrar no site de cada universidade (normalmente as informações estão em alemão e inglês). Primeiro dava uma olhada na descrição do curso, depois ia para a seção destinada a alunos estrangeiros, onde há quase tudo sobre requisitos, documentos, forma de inscrição, custos e prazos.

Das que pesquisei, gostei da Universidade Técnica de Colônia, que eu por acaso até tinha visitado em uma viagem de trabalho em abril passado. Só que como o curso era em módulos, eu teria de repetir disciplinas que já havia feito na UCS. Foquei então no curso da Escola Superior de Mídias, que me agradava já pelo próprio nome, relacionando meu curso de jornalismo com o de Biblioteconomia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s