Algo em comum com Rafael Capurro

Hoje o professor Hütter estava dando um exemplo de um banco de dados e escolheu o nome de um autor para fazer uma pesquisa.

“Vou usar o nome de um antigo colega aqui da HdM.”

Foi aí que caiu a ficha de que a universidade em que o Prof. Rafael Capurro deu aula no passado foi justamente a HdM, de 1986 a 2009. Eu sabia que ele havia feito o doutorado na Alemanha e depois havia lecionado aqui por anos, mas nunca me ocorreu pesquisar sobre isso.

Capurro é (costumava ser) um autor bastante lido no IBICT. Há alguns anos, ele esteve no Rio e fez uma palestra sobre suas pesquisas na época. Atualmente, desenvolve um projeto na África do Sul.

Anúncios

Moodle

Usamos o AVA no curso da UCS. Já aqui na HdM, os professores usam o Moodle como plataforma de apoio. A ideia dos sistemas é bastante similar. Porém, enquanto na UCS o AVA é a nossa sala de aula, onde recebemos todos os conteúdos, entregamos trabalhos, conversamos com os colegas e trocamos informações com os professores, na HdM o Moodle é apenas um espaço para que os professores coloquem os slides das aulas, o calendário e uma ou outra informação sobre a disciplina. Até agora, somente em uma disciplina, a que é mais prática, usamos as mensagens entre colegas.

Acho que ainda não escrevi aqui, mas junto com todas as informações sobre a matrícula, recebemos um e-mail da HdM, que é usado pelos professores para nos enviarem mensagens, assim como pela Assessoria Internacional.

Sobre notas, viagens e trabalhos (quase) atrasados

IMG_6032

As aulas começaram há seis semanas. Na primeira quinzena os professores parece que combinaram pegar bem leve. Quando eu estava feliz com a vida boa, todos resolveram passar mil leituras e trabalhos… simultaneamente. Por que vocês são assim conosco, professores?

Fato é que neste momento estou cheia de tarefas – que ainda não estão atrasadas, mas correm grande risco de ficarem… Ainda mais que no último fim de semana fiz uma pequena viagem. Afinal estou tão perto de lugares legais e sei lá quando voltarei à Europa. Depois postarei algumas fotos das bibliotecas que visitei.

Sobre as avaliações

Faço as três disciplinas do módulo IT Management (IT-Management in Bibliotheken, Bibliothekssoftware e Digitale Bibliothek). São três matérias distintas, cada uma com um professor diferente, mas que têm uma única prova, que será realizada em julho. A prova (chamada Klausur) tem duração de 90 minutos, sendo 30 minutos para cada disciplina.

Na disciplina Projekt Museumsbibliothek faremos um trabalho em grupo. Formamos o grupo ontem e começamos a pesquisa. O meu grupo vai mostrar a Biblioteca Digital Alemã como uma alternativa para apresentação da informação on-line. Ainda estamos no início do trabalho. A nota será baseada na apresentação oral e na parte escrita da pesquisa.

Mesma forma de avaliação terá a disciplina Medienmanagement in Schulbibliotheken. A diferença é que teremos duas atividades. Na primeira, os colegas alemães pesquisaram sobre temas ligados à Biblioteca Escolar. Já eu e o Nicolas, o colega francês, faremos apresentações individuais, sobre a situação das bibliotecas escolares em nossos respectivos países. Já comecei a coletar os dados, mas ainda falta muiiiiita coisa. Minha apresentação será no dia 23 de maio, mesmo dia em que serão apresentados os trabalhos em grupo sobre sistemas de gerenciamento de bibliotecas. O meu grupo falará sobre o Libreja.

Por fim, tem a disciplina Open Source Bibliothekssysteme, na qual estamos conhecendo o sistema Koha. Toda semana avançamos um pouco. Acaba sendo bem prática. Nas primeiras duas aulas passei trabalho com a instalação do programa no Linux. Nunca havia usado um “terminal” para inserir código. Agora estamos trabalhando no sistema em si. O Koha é um software de código aberto, mas sinceramente sem alguém para dar uma assistência no começo pelo menos, fica difícil instalá-lo de primeira. Nessa matéria, termos um trabalho escrito, no qual avaliaremos o uso do sistema.

E ainda tem o curso de alemão…

A HdM

A Escola Superior de Mídia de Stuttgart (Hochschule der Medien) é uma instituição pequena em comparação com a UCS, por exemplo. A HdM tem 4500 alunos; a UCS, mais de 35 mil. Atualmente ela é formada por três unidades: Faculdade de Informação e Comunicação, Faculdade de Impressão e Mídia e Faculdade de Mídias Eletrônicas, que oferecem 17 cursos de graduação e 11 de mestrado.

A HdM foi fundada em 2001 a partir da fusão de duas instituições: a Hochschule für Druck und Medien, oficialmente criada em 1903, mas já com atividades desde 1853, e a Hochschule für Bibliotheks- und Informationswesen, de 1942.

Laboratórios, salas de aulas, salas de professores, estúdios e biblioteca são distribuídos em três prédios bem novos (de 2014). O ambiente é moderno e descontraído.